Casa da Cultura Imprimir E-mail

O casarão em estilo neoclássico que abriga a Casa da Cultura situa-se em uma rua residencial, tendo nas proximidades a Praça Getúlio Vargas, onde se localiza a Igreja Matriz de Santo Antônio. Estima-se que foi construído por volta de 1830, por Francisco Leite Ribeiro, um dos abastados proprietários agrícolas no distrito. De família tradicionalmente ligada à história de Conservatória, uma de suas filhas, D. Luíza Leite Ribeiro, casou-se com José Ribeiro Carvalho. Por herança, passou o prédio afidalgado ao domínio deste, como cabeça do casal, foi quem o reconstruiu, colocando o monograma formado pelas letra J.R.C. (José Ribeiro Carvalho) que ainda pode ser visto na fachada. Serviu de residência a José Ribeiro Carvalho até 1896, quando ocorreu seu falecimento.

Durante anos, funcionou no local uma Escola Reformatória do SAM - Serviço de Assistência a Menores e, após seu fechamento, foi cedido ao Município para que fosse destinado a atividades educacionais.

Em 15 de março de 1993 foi criada a “Fundação Casa da Cultura de Conservatória”. Em 18 de junho de 1996 passou a denominar-se “Associação Casa da Cultura de Conservatória” e que é uma ONG cultural, sem fins lucrativos e que tem como objetivos:

  • Incentivar todas as manifestações culturais que ocorrem em Conservatória;
  • Promover exposições, festas. concursos, seminários, cursos relacionados às artes plásticas, literatura, música, artesanato, etc., bem como um canal de comunicação comunitário;
  • Utilizar os meios de divulgação possíveis para difundir as realizações culturais em Conservatória;
  • Apoiar os artistas locais e os que aqui vierem a trabalhar, principalmente os jovens valores;
  • Preservar as tradições e o patrimônio histórico de Conservatória.

O prédio foi tombado em 25 de setembro de 2001 (Lei Municipal 1471/87) e reconhecido como utilidade pública pela Lei Municipal n° 1927/2001.

Em 2000, o prédio foi restaurado e em 27 de novembro de 2001 inaugurou-se a Casa da Cultura de Conservatória, que acolhe alguns acervos do artista plástico Luis Carlos Figueiredo, pintor, escultor e tapeceiro, nasceu em Cuiabá em 1944. Autodidata, começou a pintar e a utilizar o papier machê em 1967, inspirando-se na infância passada na cidade de Conservatória-RJ, onde aprendeu a pintura com a professora Maria Rita Cintra Costa, esposa de José Maria de Almeida de quem temos alguns quadros a óleo sobre tela, medalhas e troféus

José Maria de Almeida nasceu em Portugal em 1906, aos 13 anos veio para o Rio de Janeiro trabalhar com seu pai Antônio Cabral de Almeida e acabou se interessando pela arte. Estudou e foi professor no Museu de Belas Artes no Rio de Janeiro. A Casa da Cultura também tem alguns acervos de Paulo Tapajós, músico e compositor, trabalhou anos na Rádio Nacional e que teve a brilhante idéia de se formar neste casarão a Casa da Cultura de Conservatória.

A Casa da Cultura também tem uma sala com rádios antigos doados pela comunidade, uma biblioteca também com doações, e uma sala com um piano de calda doado pelo seresteiro Ricardo Macedo. Há espaços reservados para exposições temporárias, saraus, cursos, recitais, etc.

Enderêço:
Tel:
Visitação: de quarta a sexta das 9:00h às 17:00h, sábado as 9:00h às 18:00h, e domingo das 9:00h às 13:00h

 
Home O que Fazer Arte e Cultura Casa da Cultura